PRATICAR O TEMOR
“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; revelam prudência todos os que o praticam”.  Salmo 111.10
 

Rev. Nelson França

 

Como assim, praticar o temor a Deus? Esta ideia parece estranha.

Talvez, por classificarmos temor como sentimento, não entendemos como praticá-lo.

Por outro lado, é verdade que a Bíblia nos exorta a praticar o amor, que embora também seja tido como um sentimento, nós entendemos perfeitamente o que significa praticar esta virtude.

Certamente é nesse mesmo sentido que o salmista faz tal declaração acerca do temor do Senhor, dizendo, que: “revelam prudência todos os que o praticam”. 

Mas, se sobre a prática do amor há uma compreensão adequada do que isso significa, é provável que o mesmo não se dê no que diz respeito à prática do temor a Deus.

É portanto, de grande auxílio considerar em como se revela o temor a Deus. Nesse aspecto, cremos que ele pode se manifestar de diversas maneiras, por exemplo:

- Alguém deixa de tomar uma atitude por temer que devido a ela, poderá vir a ser repreendido ou disciplinado pelo Senhor – isto é temor a Deus.

- Quando, mesmo sem desejar, damos atenção e socorro a uma pessoa por termos em consideração que Deus requer isto de nós – é temor a Deus.

- Quando por temer sermos reprovados por Deus, calamos as palavras que na carne gostaríamos de dizer – isto é temor a Deus.

- Quando fazemos determinada escolha ou tomamos uma decisão, tão somente por que é isto que Deus requer de nós – isto é temor a Deus.

Essas e inúmeras outras situações, podem exemplificar na prática o temor a Deus.

Nesse caso, pôr em praticar o temor a Deus, não é outra coisa senão tomar em consideração, que cada ação ou palavra emitida por nós, não somente passa pela aprovação ou reprovação do Senhor, como pode de Sua parte trazer um juízo disciplinar ou corretivo sobre nós.

Logo, se vivêssemos nessa dimensão, por certo seríamos poupados de muitos dissabores, pois, muitas das adversidades e tristezas que enfrentamos, na maioria das vezes é fruto de uma evidente ausência da prática do temor a Deus.

Por não temer as Suas disciplinas e correções, muitos cristãos caminham tristes e vazios, passam por incontáveis adversidades, sem ter paz no coração, vivem em “guerras”, veem sempre surgir à sua frente obstáculos inesperados; mas, apesar disso, não param para avaliar espiritualmente, suas palavras, ações, escolhas, reações, antes, se percebem que há algo errado, ao invés de lamentar e por temor a Deus corrigir, justificam.

Entretanto, sobre o temor a Deus, “revelam prudência todos os que o praticam”.  

 

Voltar Editorial
Voltar Editorial
Voltar Editorial

Domingo

Escola Dominical - 09:30hs

Culto Vespertino - 18:30hs

 

 

 

Segunda

Descanso Pastoral

 

 

 

Terça

Reunião de Oração - 06:30​hs

 

Quarta

Estudo Bíblico - 20:00hs

 

Quinta

Reunião de Oração - 20:00hs

(na igreja)

 

Sexta

Artesanato - 14:00hs - 17:00hs

 

Sábado

Programações Eventuais (vide boletim)

Nossos horários

Encontre uma

       Igreja Presbiteriana perto de você             

Rua Copacabana, 207 - Guilhermina - Praia Grande/SP  -  Tel. (13) 3302-9049      

Desenvolvido por: Catia S B Lima - Responsável: Conselho IPPG

                                       

nov/2012 - 2020